domingo, 4 de mayo de 2008

"El Trato"

Seu pai ainda estava meio zonzo da pancada que levou na cabeça. Carolina pensou que ele não devia ter partido nada, porque não via sangue. E estava tão aliviada quanto ficou quando percebeu que o coelhinho também não parecia sentir dores ou que o problema de ambos fosse mais grave.
Ficou ali a olhar o jeito que o seu pai olhava para os pés da sua mãe... Ou talvez não estivesse a olhar para os pés dela. Parecia mais distraído e distante, mas só olhava naquela direção. Ela não achou que ele não estava verdadeiramente bem afinal. Deveria estar tão triste e envergonhado que mergulhava em uma depressão que até dava dó. "Pobre homem", pensou Carolina. Incrivelmente, seu pai é filho de uma família conservadora que ainda pensava em ter filhos e prometê-los a filhos de outros casais amigos e bem equilibrados na vida, como garantia de seus futuros. Mas no caso do pai de Carolina, a história tradicional das filhas prometidas aos filhos de pais ricos, foi o oposto. Ele era o filho pobre, que em uma noite de bebedeira do meu avô, prometeu que seu filho quando estivesse em idade de casar, casaria com a filha feia daquele senhor. Ficou tudo combinado e brindado com alegria. No dia seguinte, a avó de Carolina chorava quando soube da promessa. Contavam que a "Clara, monstro" era feia por dentro e por fora. Manipulava as pessoas, era mentirosa e preconceituosa. Ninguém nas redondezas ou vizinhança gostava dela. Esta história a Carolina ouvia até na escola. Por vezes, alguns meninos maus, lhe chamavam de "bastarda" e ela não sabia o que significava, e por outras chamavam de "el trato". E ela atribuía o apelido à consequência do trato do seu avô. Pobre Carolina. Por vezes se sentia em um mundo que todos pareciam ser maus para todos. E mesmo assim, se conservava uma criança sossegada, curiosa e amável. Acreditava que um dia pudesse ser feliz e descobrir que havia outro lado da vida que seria melhor do que este. Talvez quando crescesse...

2 comentarios:

Bruh Waltrick dijo...

Oixx!!
Amei aqui!
Poderia paxar la nu meu blog e comentar?
É uma história de uma garota adolescente super legal!!
Te espero lá!
Bjus!!!!
meu blog é o:
http://diariodeumagarota1.blogspot.com ;

JOICE WORM dijo...

Obrigada por sua visita Bruna. Já passei no seu espaço e estou acompanhando o diário de Maísa. A proporção que escreves, mais aprendes. Um beijinho para ti!